fbpx

Acupuntura x Dry Needling. Qual é a diferença?

  • 21 de fevereiro de 2019
  • por: Dr.ª Thaysa Greve
A técnica de Dry Needling, ou agulhamento seco, utiliza-se da mesma agulha que a de acupuntura para tratar dores miofasciais. No entanto, ambas tem princípios neurofisiológicos completamente diferentes.
Esta técnica foi descrita pela primeira vez em 1960, com o objetivo de tratar pontos gatilhos miofasciais (entenda como pontos musculares com tensão acumulada).
Os pontos gatilhos estão intimamente ligados à dor miofascial e associados à sintomas como:
-fraqueza muscular,
-irritabilidade local e
-incoordenação motora do músculo afetado.
Segundo Simons e Travell, um dos primeiros pesquisadores do assunto, a técnica de aplicação da agulha de acupuntura sobre os pontos gatilhos miofasciais, gera um reflexo de contração repentina e involuntária do músculo tenso que faz com que o mesmo relaxe.
Já para Gunn, também pioneiro no assunto, as agulhas deveriam ser inseridas na região da coluna, de onde sai a inervação para a musculatura dolorosa, alcançando assim o relaxamento a distância, através do reequilíbrio da sua inervação.
Os ponto gatilhos musculares podem ser identificados através de varios exames, dentre eles a termografia e palpacao local.
Um ponto gatilho ativo dói sozinho e gera dor a distância. Já um ponto gatilho latente, só gera dor se for palpado (apertado).
Os fatores envolvidos na formação de pontos gatilhos musculares são: -tensão excessiva das fibras musculares, com consequente isquemia (falta de sangue) do tecido,
-encurtamento das fibras musculares e
-liberação de substâncias inflamatórias e geradoras de dor.
A inserção da agulha no ponto gatilho induz à regeneração tecidual, que ocorre após 7 a 10 dias.
A pressão gerada pela agulha, juntamente com a sua rotação, também gera uma polarização do tecido conjuntivo, que auxilia na remodelação tecidual.
No momento em que a agulha é inserida, ocorre:
– um reflexo que estimula o fluxo sanguíneo do local, com redução da concentração de substâncias que geram dor, e
-diminuição da ativação dos receptores de dor (pequenos sensores musculares responsáveis por enviar a sensação de dor para o cérebro).
Outro efeito da aplicação da agulha, é o bloqueio da transmissão do sinal doloroso, mas este leva alguns minutos para se iniciar. No entanto, seu efeito sobre a dor pode durar varios dias!
Além disso, o Dry Needling também faz com que o corpo libere substâncias analgésicas naturais.
Para a sua aplicação o fisioterapeuta deve ter realizado um treinamento especifico e a sua utilização depende do caso individual de cada paciente.

Dra Thaysa F. Greve
Fisioterapeuta
CREFITO 120328

Referência: Carvalho AV et al; O emprego do agulhamento seco no tratamento da dor miofascial mastigatoria e cervical. Artigo de revisão bibliográfica. Revista dor. São Paulo. 2017.