fbpx

Dor Visceral Crônica Funcional

  • 21 de fevereiro de 2019
  • por: Dr.ª Thaysa Greve

Dor visceral crônica funcional é uma dor originada de órgãos internos com duração superior a três meses, juntamente com sintomas próprios da víscera em questão, mas que não tem relação com lesão tecidual.
Este tipo de dor pode ser sentida em tecidos superficiais (como pele e músculos), pode haver presença de sensibilidade exagerada a dor, e pode ser sentida em locais a distância (devido à convergência de fibras nervosas viscerais e somáticas ao se conectarem na medula espinhal).
Exemplos deste tipo de dor, são as associações entre a síndrome do intestino irritável e dores em músculos e/ou articulações como:

🏻fibromialgia (48%);
🏻DTM (dor e disfunção da articulação da mandíbula) com o problema intestinal ocorrendo em 64% dos pacientes com DTM; e
🏻dor nas costas (38% dos pacientes com a síndrome relataram dor nas costas).
A dor visceral crônica funcional foi a principal causa de dor torácica, ocorrendo em:
🏻problemas cardiovasculares (18%),
🏻problemas respiratórias (10-18%),

🏻distúrbios digestivos (6-10%) e

🏻distúrbios do esôfago (6-7%).

Outras causas de dor torácica foram a inflamação de articulações do tórax (25-50%) e a dor psicossomática (10-18%).
E importante observar que, problemas na coluna podem simular dores viscerais e, nestes casos, deve ser tratada a coluna para que cessem os sintomas viscerais.
A dor referida visceral também pode ser um fator que aumenta a intensidade de dor na coluna lombar.
Diante destes argumentos, é importante que o fisioterapeuta saiba identificar dores músculo esqueléticas relacionadas com o sistema visceral, bem como realizar o tratamento fisioterápico adequado, e/ou encaminhamento para avaliação médica.

Dra Thaysa Ferreira Greve
Fisioterapeuta
Crefito 120328

Referência: kraychete, D.C., et al. Evidência clínica sobre dor visceral. Revisão sistemática. Revista dor. São Paulo. 2017.