fbpx

Melhora da dor e testes de movimento

  • 19 de maio de 2020
  • por: Dr.ª Thaysa Greve

Uma das coisas que o paciente com dor ciática, especialmente aquelas geradas por hérnia de disco, sempre quer saber é: “vou melhorar a ponto de evitar uma cirurgia com o tratamento conservador ADEQUADO?”

Para responder a esta questão, além de uma análise minuciosa dos sintomas realizada durante a entrevista inicial, existem testes físicos que nos indicam se o paciente tem maior ou menor chance de melhora eficaz, e em quanto tempo.

Por exemplo: um paciente com dor na perna descendo até o pé e que, durante os testes de movimento, a dor passa a se localizar mais próxima da coluna, mesmo que em intensidade maior, tem GRANDES chances de ficar sem dor no menor tempo possível, e evitar uma cirurgia.

Já um paciente em que a dor, especialmente a da perna e/ou do pé, não muda nem para melhor nem para pior durante os testes de movimento, tem chance maior de ter um tratamento conservador mais demorado ou de precisar de intervenções médicas, como uma cirurgia.

Acho importante frisar que aproximadamente 90% das dores ciáticas mudam com os testes físicos específicos e, portanto apresentam grandes chances de melhora e evitação cirúrgica com o tratamento conservador ADEQUADO.

Essa informação fez sentido para você? Então compartilhe em suas redes sociais e continue acompanhando meu trabalho através do  Instagram e Facebook também. 

 

Dra Thaysa Greve

Fisioterapeuta

Crefito 3/120328